ASSOCIAÇÃO MAHATMA GANDHI INCENTIVA O ESPORTE NAS SUAS MAIS DIVERSAS UNIDADES. VEJA AQUI O TRABALHO REALIZADO NO RIO DE JANEIRO.

July 4, 2018

 

A Associação Mahatma Gandhi em parceria com Associação Conselho Comunitário de Esporte e Lazer (ACCEL) incentivam e apoiam o esporte, em destaque a trajetória da atleta Camille Santana apaixonada pelo futebol, com a matéria da repórter Georgia Aranha (ACCEL):

 

   ” A ACCEL apoia o Centro de Treinamento de Futebol de Cabuçu RJ. Lá, o diretor Geneci Manhães treina times masculino e feminino, e temos várias promessas sendo lapidadas. Hoje, iremos conhecer um dos destaques do time feminino: a zagueira Camille.

   Moradora do bairro de Campo Grande RJ, Camille, de 20 anos, chegou recentemente ao time do Centro de Treinamento de Cabuçu. Ela gosta de outros esportes como: handebol, vôlei e basquete, mas o futebol é sua paixão: “não foi eu que escolhi o futebol, o futebol que me escolheu. Nasci com o dom de jogar então aproveitei” explica Camille.

   A jovem conta que as amigas estavam participando do projeto e a chamaram para conhecer. Desde então, começou a treinar também. E vem despontando em campo. Tanto que sua habilidade lhe rendeu um apelido: Ronaldinho. O diretor Geneci diz que o desempenho da Camille é muito bom! Ela é aguerrida e contagia o time com sua vontade de vencer e liderança. Afirma que dará muitas alegrias a todos.

   Sobre sua trajetória pelos gramados, ela nos contou que não começou na defesa: “Antes da defesa vieram muitas outras posições para eu poder experimentar e ver o que eu realmente sabia fazer. Já fui goleira, meio campo, atacante, centro avante, para depois ver que realmente eu adorava defender. Então por isso hoje eu sou uma zagueira.”

   Quando escolheu o futebol, a jovem sofreu preconceito. Quando ia jogar, alguns meninos implicavam pelo fato de ela ser uma mulher. Mas a vontade de jogar era maior, e ela persistiu em busca de seu sonho: ser jogadora de futebol profissional no exterior. Hoje, seu grande ídolo no esporte é o argentino Lionel Messi. Sobre seu futuro, nos contou: “Eu vejo uma vida estável para mim e a minha família, eu conseguindo realizar meu sonho de poder jogar fora do Brasil e dar orgulho para todos que estiveram ao meu lado nos dias difíceis: minha família”.

   Como estamos no período de Copa do Mundo de Futebol, não poderíamos deixar de saber o palpite da nossa zagueira: “Bom, eu espero que eles venham com uma Vitória pra gente, na verdade não só eu como o Brasil inteiro, eles merecem pelo trabalho que fazem, pelas lutas que venceram.”

   Sobre o desejo de outras meninas seguirem a mesma carreira, Camille deixa a seguinte mensagem: “Só o que eu tenho para falar é: se você tem um sonho não desista dele, tem muitas pessoas querendo acabar com isso, mas, se você permanecer de cabeça erguida, sempre terá forças para continuar na luta.”

 

 

Please reload

Recentes
Please reload

  • Facebook Social Icon

© Copyright Associação Mahatma Gandhi 2016 - Todos os direitos reservados