top of page

Hospital Mahatma Gandhi realiza mais uma dinâmica do Novembro Azul com pacientes



No último dia 24 de novembro o Hospital Mahatma Gandhi realizou mais uma ação voltada ao Novembro Azul, o mês de prevenção ao câncer de próstata, desta vez voltada exclusivamente aos pacientes masculinos.

Tratou-se de uma dinâmica, em forma de gincana, movimentando os participantes de uma forma alegre, descontraída e participativa.

O evento acontece no pátio interno da instituição e foi organizado e realizado pelas equipes de Fisioterapia (coordenador Raphael Rainier Angulo Vilarinho), Educação Física (Educadoras Físicas Mariele de Cássia Seguesse e Mariana Crivelari Anastácio) e T.O. (Terapeuta Ocupacional Erica Batista Zolim e monitoras Mariana Deraco e Ana Carolina de Jesus, com coordenação de Keler Cristiane da Silva).

O evento teve início com explanação do Coordenador Raphael Vilarinho sobre a história do Novembro Azul, dados estatísticos, fatores de risco, exames, prevenção e cuidados.

Logo em seguida, começou a dinâmica que consistia em duplas fazendo dança com a bexiga em algumas partes do corpo. As bexigas derrubadas pelas duplas estouradas e dentro tinha um desafio a cumprirem como, por exemplo, imitarem uma galinha, cantar com a boca fechada, contar uma piada e outras, promovendo uma integração saudável e descontraída.

Uma segunda dinâmica consistia na dança das cadeiras onde cada um que saiu, estourava a bexiga e tinha também um desafio. Para a surpresa de todos, quem ganhou a dança é que teve de estourar 3 bexigas e pagar três desafios.

No final cada um dos pacientes ganhou um mimo como lembrança de um dia onde a diversão mostrou o quanto é importante a prevenção do câncer de próstata.


Observação: algumas fotos estão com alguns rostos desfocados propositalmente para preservar o direito à privacidade de nossos pacientes.


NOVEMBRO AZUL


Em 2011, o Instituto Lado a Lado pela Vida iniciou a campanha Novembro Azul, com o objetivo de alertar para a importância do diagnóstico precoce do câncer de próstata, o mais frequente entre os homens brasileiros depois do câncer de pele.

Aproveitando as celebrações em torno do tema, o Ministério da Saúde e o Instituto Nacional de Câncer (INCA) começaram a divulgar ações importantes e a data transformou-se no maior movimento em prol da saúde masculina.

Conforme dados do INCA, foram diagnosticados 68.220 novos casos de câncer de próstata e cerca de 15 mil mortes/ano em decorrência da doença no Brasil, para cada ano do biênio 2018/2019, o que representa 42 homens morrendo por dia em decorrência da doença e aproximadamente 3 milhões convivendo com ela.

O movimento quer conscientizar, ainda mais, a população masculina sobre a necessidade de cuidar do seu corpo e também da mente. Praticar exercícios, ter uma alimentação equilibrada, parar de fumar, praticar sexo seguro, cuidar da saúde mental e, também, fazer o exame da próstata, periodicamente.

Exame da próstata:

Por causa do preconceito que envolve o exame, muitos homens são diagnosticados quando a doença já está em estados mais avançados, o que leva a uma alta taxa de óbitos. Quando identificado em fase inicial o câncer de próstata tem altos índices de cura.

Fazer check-up regular: Fazer um check-up é a melhor forma de prevenir doenças e evitar que sejam tratadas apenas em estágios mais avançados. Em todas as faixas etárias o urologista deve ser consultado.

Cuidar da saúde mental: Diversos fatores podem causar um desequilíbrio emocional, como responsabilidades familiares, frustrações financeiras e problemas no trabalho. É preciso entender que a saúde mental é tão importante quanto a saúde física, e que o tratamento é necessário.

Tratamento e prevenção:

Na fase inicial, o câncer de próstata não apresenta sintomas e quando alguns sinais começam a aparecer, cerca de 95% dos tumores já estão em fase avançada, dificultando a cura. Na fase avançada, os sintomas são: dor óssea, dores ao urinar, vontade de urinar com frequência e presença de sangue na urina e/ou no sêmen.

Entre os fatores de risco estão, histórico familiar de câncer de próstata (pai, irmão e tio); obesidade e raça: homens negros sofrem maior incidência deste tipo de câncer.

A única forma de possibilitar a cura do câncer de próstata é com o diagnóstico precoce. Mesmo na ausência de sintomas, homens a partir dos 45 anos com fatores de risco, ou com 50 anos e sem estes fatores, devem ir ao urologista para conversar sobre o exame de toque retal, que permite ao médico avaliar alterações da glândula, como endurecimento e presença de nódulos suspeitos, e sobre o exame de sangue PSA.

Cerca de 20% dos pacientes com câncer de próstata são diagnosticados somente pela alteração no toque retal, reforçando sua importância para o diagnóstico e o tratamento precoces.

Medidas preventivas, segundo o INCA, incluem: dieta rica em frutas, verduras, legumes, grãos, cereais integrais; menos gordura, principalmente as de origem animal, ajuda a diminuir o risco de câncer, e de outras doenças crônicas não-transmissíveis.

Nesse sentido, outros hábitos saudáveis também são recomendados, como fazer no mínimo 30 minutos diários de atividade física, manter o peso adequado à altura, identificar e tratar adequadamente hipertensão, diabetes e problemas de colesterol, diminuir o consumo de álcool e não fumar.








Comments


Recentes
bottom of page