Usina de oxigênio entra em funcionamento na UPA Catanduva



Ação pela vida! A Usina de Oxigênio entrou em funcionamento na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) na última quinta-feira, dia 23. A nova ala está localizada no anexo da Unidade e atenderá os pacientes internados com crise respiratória aguda que necessitam do oxigênio. Atualmente, o gasto da UPA é de R$ 150 mil por ano, na compra de insumo.

A Usina de Oxigênio tem capacidade de produzir 432 metros cúbicos do insumo por dia. Quantidade suficiente para atender todos os leitos da UPA 24h, conforme demanda do cotidiano. Em caso de necessidade, o uso do oxigênio é essencial para oferecer melhor qualidade de vida e reabilitação aos pacientes. Além da melhor assistência ao paciente, será maior a praticidade ao sistema de tubulação na própria unidade.

A usina funciona como um gerador do gás hospitalar. O ar comprimido passa por um processo rigoroso de filtragem. São removidos os elementos indesejados, como o nitrogênio e o dióxido de carbono. Após a purificação, o insumo chega direto aos pacientes internados com uma pureza de 95%.

Para a Associação Mahatma Gandhi esta Usina de Oxigênio será de extrema importância para o atendimento dos pacientes com problemas respiratórios. Como gestora da UPA Catanduva, a instituição parabeniza a Prefeitura Municipal de Catanduva e a Secretaria Municipal de Saúde por essa nova etapa que vai ao encontro da filosofia do Mahatma que é a busca constante da excelência no atendimento.

A usina de oxigênio para Catanduva, uma realização da Prefeitura Municipal de Catanduva e da Secretaria Municipal de Saúde, é resultado de articulação do COSEMS (Conselho de Secretários Municipais de Saúde do Estado de São Paulo), Governo do Estado de São Paulo, Secretaria Estadual de Saúde de São Paulo e parceria com a empresa Petrobrás. Contou com o apoio e intermédio do secretário de desenvolvimento regional Marco Vinholi.

A Prefeitura de Catanduva investiu cerca de R$ 100 mil na instalação estrutural da usina e a Petrobrás investiu aproximadamente R$ 1 milhão.






Recentes